ARAPONGA – Pedra do Cruzeiro

A Pedra do Cruzeiro é um afloramento de rocha granítica cujo ponto culminante se encontra a 1.645 metros de altitude, na Estrada Caminho da Serra, em Araponga. Seu topo é plano e a vegetação predominante é a de campos de altitude. No local existe um cruzeiro, onde as comunidades de Ervália e Dom Viçoso se reúnem, todo dia 10 de maio, para a celebração de uma missa. Do alto tem-se uma privilegiada visão do mar de morros das redondezas. A Trilha da Pedra do Cruzeiro possui 3,3 km de extensão e está a 23,3 km da sede.

FERVEDOURO – Pedra do Pato

A Pedra do Pato, conhecida também como Pedra do Campestre, é um dos pontos mais altos do Parque, com aproximadamente 1.908 metros de altitude. Seu nome se deve a uma formação rochosa de coloração esbranquiçada que lembra a figura de um pato. Essa formação pode ser avistada da Portaria Pedra do Pato e da região de Fervedouro. Da Pedra do Pato, a vista panorâmica é deslumbrante. Pode-se avistar a Portaria Pedra do Pato, os Picos do Boné e do Soares, o distrito Bom Jesus do Madeira e a região do entorno. Nos seus 1.600 metros tem se um lago natural de 1 metro de profundidade, logo acima do lago se sobe mais 400 metros para chegar ao cume maior.

ERVÁLIA – Pico do Cruzeiro

Complexo completo com área de lazer, chalés, trilhas, cachoeiras, rico nas espécies de animais da fauna silvestre. O pico possui 1.684 m de altitude e está a 30 km da sede, em Dom Viçoso, distrito de Ervália. De lá, é possível avistar formas mamelonares, chamadas de “mares de morros” e que compõem o relevo da região. Ao Norte, avista-se

ARAPONGA – Pico do Grama

É um maciço rochoso granítico recoberto por vegetação de campo de altitude. O ponto mais elevado do Pico encontra-se a 1.561 metros, possibilitando que e tenha dali uma bela vista da sede administrativa, rodeada por morros e vegetação densa. O local é privilegiado para a visualização do mar de morros que compõe o relevo da região. Do Pico, avistam-se ainda os municípios de Miradouro, Fervedouro e Ervália, e os Picos do Boné e do Soares, além das redes de drenagem existentes em toda a volta.

MURIAÉ – Pico do Itajurú

Localizado no extremo sul da Serra do Brigadeiro, na região norte de Muriaé, a 15 km da vila do Belisário, ele está a 35 km da sede. O Pico do Itajuru é um afloramento de rochas graníticas cujo ponto culminante se encontra a 1.585 metros de altitude. No topo, a vegetação é de médio porte aproximadamente 1,80 metro de altura –, o que dificulta uma visão panorâmica o entorno. Em dias de bom tempo, é possível ver os municípios de Ervália e Muriaé.

ARAPONGA – Pico do Boné

É o principal atrativo do parque sendo o mais visitado fica a 28 km da sede, em Araponga na região do Estouro, com seus 1.870 metros acima do mar, tem 360 graus de visão de toda região, sua trilha é a mais fácil do parque, são 4 km de trilha em estrada de uma antiga carvoaria da Belgo Mineira dos anos 60 em mata atlântica, nível de dificuldade leve.