ARAPONGA – Café Especial da Fazenda Pedra Redonda

A história dos cafés especiais da Fazenda Pedra Redonda começou em 1982, quando José Santana e sua família, da cidade de Porto Firme-MG, decidiram adquirir as terras, em Araponga-MG. Mais velho de 17 irmãos, senhor Filhinho faleceu em 2019, deixando a administração das lavouras para seu filho José Roberto Vidigal Santana. A propriedade fica na Comunidade do Estouros, aos pés da Pedra Redonda, na região das Matas de Minas.

ARAPONGA – Café Especial da Fazenda Serra do Boné

Carlos Sérgio Sanglard escreveu parte da história que deu início aos cafés especiais de Araponga-MG. A sua paixão pela cafeicultura elevou o padrão dos grãos produzidos na Fazenda Serra do Boné, às margens do Pico do Boné, do Parque Estadual da Serra do Brigadeiro, onde dedicou 35 anos dos seus dias junto com sua esposa Sônia Maria Lopes Sanglard e filhos, Karla Mariany Lopes Sanglard, Matheus Lopes Sanglard e Nathan Lopes Sanglard. Ele deixou a família, em fevereiro de 2021, e passou parte de seu legado para o filho Matheus que começou a gerir as lavouras deixadas pelo pai.

ARAPONGA – Café Especial da Fazenda Serra do São Bento

O cafeicultor Dimas Mendes Bastos, da Fazenda Serra do São Bento, faz parte da quarta geração de sua família a trabalhar com o café. A paixão pelo cultivo norteou sua vida desde a infância, quando observava a mãe lavando o café e o pai, José Lourenço Mendes, nas lavouras e na seca dos grãos, em Sericita, Minas Gerais. Ali ele aprendeu as principais técnicas do processo de secagem. Além da bebida, os pais do senhor Dimas cultivavam gado e arroz, e outras culturas menores como milho e feijão.

ARAPONGA – Café Especial do Sítio Shalon

O cafeicultor Valdinei Rezende Leles trabalha há sete anos com cafés especiais em seu Sítio Shalon, na Comunidade Rural do Estouros, em Araponga-MG. Ele nasceu e cresceu no município, na região das Matas de Minas, com seus 14 irmãos que dividiram a infância na propriedade dos pais Gabriel e Maria Celeste Leles, já produtores de café, desde 1971. Na partilha das terras da família, Valdinei herdou parte do seu sítio, onde continuou produzindo os grãos ainda vendidos em coco, no modelo commodity.

ARAPONGA – Café Especial da Fazenda Santo Antônio

Em 1974, a família Santana mudou-se de Porto Firme-MG para Viçosa, onde empreendeu em vários ramos do setor comercial, como lojas de roupa e de material de construção. Anos depois, o grupo optou por investir na construção civil e aquisição de novas terras em cidades mais afastadas. Uma das propriedades foi comprada em Araponga, no ano de 1982, inicialmente para o plantio do café e outros cultivos.

ARAPONGA – Café Especial da Fazenda Neneias

A Fazenda Neneias pertence ao cafeicultor Manoel Sebastião de Lima e sua família há mais de 50 anos. A propriedade fica em Araponga, na Comunidade do Boné, região das Matas de Minas. No início, a principal atividade da fazenda era a produção de leite, mas com condições climáticas favoráveis, passou-se a cultivar o café 100% arábica, na década de 1980.

ARAPONGA – Café Especial do Edimar Miranda

“Meu pai viveu no período que as árvores das matas da Serra do Brigadeiro eram cortadas para virar carvão. Ele era de uma família de 12 irmãos e como meu avô morreu muito novo, um dos irmãos mais velhos, com 17 anos, precisou tomar a frente da família junto com minha avó. Eles trabalhavam com cultivo de horta, cebola, alho, fumo e queijo que eram vendidos para a frente de trabalho no Brigadeiro e começaram a plantar café por necessidade de pagar dívidas. Dizem que a primeira colheita deles, na década de 40, foi a maior da cidade”, conta emocionado. Edimar já nasceu quando o ciclo do carvão já estava no fim e o café ganhou maior destaque na vida da família. 

Prefeitura de Araponga premia ganhadores do concurso de cafés especiais

As amostras dos cafeicultores Valdinei Rezende Leles (Natural) e Matheus Lopes Sanglard (Crereja Descascado) se destacaram no pódio, por categoria, no 1º Concurso Municipal de Cafés Especiais de Araponga. A cerimônia de premiação ocorreu no último sábado, 20 de novembro. Ainda na Categoria Natural, os segundo e terceiro lugares ficaram com a Andreia Macedo Ramos Rezende e Itamar Miranda Pedra. Já na modalidade Cereja Descascado, quem levou o segundo lugar foi Ricardo Junior Miranda, e Paulo Afonso Miranda, a terceira colocação.

Prefeitura de Araponga divulga ganhadores do concurso de cafés especiais neste sábado

No próximo dia 20 de novembro acontecerá o 1° Leilão do Concurso de Cafés Especiais de Araponga, nas Matas de Minas. Durante o evento, serão divulgados os três finalistas nas categorias Cereja Descascado e Café Natural. Os três primeiros lugares, em cada modalidade, vão a leilão com lance mínimo de R$ 1.500, a saca. Eles também serão premiados.